Bom, infelizmente a obesidade é uma realidade na vida de muitas crianças. Em alguns casos, a criança ainda não é obesa, mas está um pouco acima do peso normal. É nessa hora que os pais procuram ajuda em uma dieta infantil para emagrecer.

Só no Brasil, a obesidade infantil triplicou nos últimos 20 anos. E existem estimativas de que 30% das crianças e adolescentes no Brasil estejam acima do peso ideal. Ou seja, a obesidade e todas as suas consequências já estão quase virando uma epidemia no país.

Junto com esse crescimento, há também o aumento de casos de crianças com pressão alta, diabetes e, em alguns extremos, até gordura no fígado, que são consequências da obesidade infantil.

Até pouco tempo atrás, não se falava em dieta infantil para emagrecer, pois se acreditava que, com o estirão de crescimento comum na adolescência, a criança naturalmente ficaria no peso ideal, devido à distribuição da massa corpórea. Mas muitas delas passam pelo estirão e continuam acima do peso.

dieta-infantil-para-emagrecer-e-seus-cuidados-boa-alimentacao

O problema é que o excesso de peso das crianças acaba afetando também o seu desenvolvimento, acelerando a puberdade. Por isso, pediatras e nutricionistas passaram a recomendar a dieta infantil para emagrecer.

Cuidados em uma dieta infantil para emagrecer

O processo de uma dieta infantil para emagrecer é algo que exige cuidados. Por isso, o médico responsável pela criança deve fazer uma restrição calórica bem calculada para que ela receba energia suficiente para crescer, mas sem engordar.

Nessa fase, é muito perigoso que a criança entre em dietas da moda ou excessivamente restritivas, impostas por elas mesmas, ou pelos pais.

Uma dieta infantil sem orientação profissional pode comprometer a saúde de uma criança de forma até irreversível, afetando sua estatura e seu desempenho cognitivo.

O grande desafio em uma dieta infantil para emagrecer é o de alimentar adequadamente a criança sem que ela engorde. Nessa etapa da vida, os hábitos alimentares começam a se formar e a criança acaba se acostumando com os alimentos excessivamente calóricos, ricos em gordura saturada e sal.

É preciso que os pais tenham paciência com a criança nessa fase de transição. Mudar os hábitos alimentares já é difícil para os adultos. Imagine para uma criança?

Como fazer a criança seguir uma dieta infantil para emagrecer?

Nessa fase, é muito importante aprender a negociar com a criança. Não adianta proibir de tudo, porque não vai funcionar e a criança pode acabar comendo sem você saber.

O ideal em uma dieta infantil para emagrecer é não cortar tudo de uma vez. Comer um fast food um dia na semana pode. Também não tem como obrigar a criança a consumir verduras e frutas. Isso deve ser inserido aos poucos, para que esses alimentos comecem a fazer parte da rotina da criança de forma gradual.

Outra coisa importante é inserir a criança em algum tipo de exercício. Como ainda se trata de uma criança, é bastante indicado que ela jogue futebol, vôlei, basquete ou faça qualquer outro tipo de esporte. Assim ela se mexe, gasta calorias, emagrece e ainda se diverte. Exercícios são os maiores aliados que uma dieta infantil pode ter.

Dieta infantil para emagrecer – A família também conta

De nada adianta os pais falarem para a criança que ela precisa perder peso, que precisa comer isso ou aquilo, se eles mesmos não dão o exemplo.

Se a criança precisa diminuir no junk food, os pais também precisam. Assim, ao ver todo dia frutas e legumes na mesa, a criança acaba comendo sem reclamar. A regra alimentar deve valer para todos, porque senão a criança não vai enxergar uma razão para fazer algo que nem os pais dela fazem.

Dieta infantil para emagrecer – Alimentos Essenciais

A dieta da criança não pode ser tão restritiva como a de um adulto. É preciso que alguns alimentos estejam presentes na dieta infantil para emagrecer, para que isso não atrapalhe o seu desenvolvimento.

Um dos principais é o leite e os seus derivados. Eles contem bastante cálcio, que é fundamental para o crescimento. Mas, na hora de comprar, opte pela versão desnatada, que possui cálcio, mas tem menos gordura. Você pode comprar uma fruta e bater no liquidificador junto com o leite. Assim, a criança não vai criar obstáculos para tomar o shake de fruta com leite.

Pare de comprar nuggets e hambúrgueres. Se a criança tiver acesso a isso com muita facilidade, ela naturalmente não vai querer seguir a dieta. Comer essas besteiras uma vez por semana não tem problema algum, mas todos os dias deve ser proibido, pois são alimentos muito calóricos e pobres em nutrientes. Frutas, verduras e legumes devem ter prioridade.

Cuidar de uma criança que precisa emagrecer não é nada fácil. Mas é necessário ter paciência e ir mostrando aos poucos os novos alimentos para que ela vá se habituando a eles. Inserir um esporte também faz toda a diferença, já que hoje em dia as crianças tendem a passar o dia todo na frente do computador ou do vídeo game.

Todo processo de mudança é difícil mesmo no começo. Mas, com o tempo, a criança aceita e começa a mudar. Basta um pouco de paciência e perseverança por parte dos pais.

 

  •  
  •  
  •  

This Post Has One Comment

  1. Preciso de ajuda minha filha tem 7 anos esta bem acima do peso.
    Ela gosta de ficar beliscando o dia inteiro depois que chega da
    escola e trabalho o dia inteiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *